Páginas

sábado, 23 de maio de 2015

Procrastinar

Quem nunca procrastinou que atire a primeira pedra. A procrastinação é entendida como o adiamento de algo. Deixar para depois. Se há coisas que fazemos com tempo e dedicação, há outras que vivem do último momento que têm para ser feitas. Bem, outras nunca o chegam a ser. Isto acontece com todo o tipo de tarefas. Mas agudiza-se com aquelas que envolvem estudos, trabalhos e datas. Sabemos que temos capacidade para lidar com isso. Mas, por vezes, é impossível. Nem se trata de deixar tudo para a última. Trata-se de ter tempo suficiente para executar algo. Trata-se de dizer, todos os dias, que fica para amanhã. Que hoje não dá. Que tenho preguiça. Que estou tão bem aqui. Que aqui estou tão mal. Que me falta aquela caneta. Que me faltam aqueles livros. Que tenho que limpar a casa. Que tenho que passear o cão. Que tenho que ir lá baixo comprar fruta. Que o Zé me disse para ir tomar café. Que a casa caiu. Que a casa voltou. Que tenho outra vez preguiça. Que tenho que dormir mesmo tendo dormido o dia todo. É normal se este cenário se repetir amanhã. Temos sempre em mente o nosso objectivo e mesmo assim não conseguimos iniciá-lo. Vivemos na ilusão que ainda há tempo. Mas o tempo passa e os nossos neurónios nem se apercebem. Ficaram coisas por fazer. Por experimentar. Por aprender. Amanhã é o grande dia e ainda não fizemos nada. Agora sim! O nosso corpo transforma-se numa máquina. O nosso cérebro no melhor dos processadores. Olhos bem abertos. Braços dispostos a tudo. E lá vamos nós sentir a adrenalina ao fazer algo que já devia estar feito. Entramos em modo sobrevivência. E se passamos horas sem parar para atingir a meta, também temos momentos de crises ai não consigo! Mas conseguimos. É um fenómeno sobrenatural. Dois meses de trabalho conseguidos em 12 horas. Depois, ficamos aliviados. Quando estava no liceu, ouvia muitas vezes: eu passei semanas a estudar, ele só estudou ontem e teve melhor nota. Deixando a inteligência de parte, que isso não me importa nada, podemos concluir que a procrastinação pode não influenciar os nossos resultados. Pelo contrário, pode-nos ajudar a encontrar as ferramentas necessárias para lidarmos com a organização, com a pressão e com a criação de novos métodos de trabalho. Portanto, nem tudo é mau. Como não sou um profeta do acto de procrastinar, não tenho dicas nem conselhos. Só posso dizer duas coisas: sabe muito bem não fazer nada mesmo tendo que fazer; não fazer nada não pode ser, sempre, um acto irreflectido. Procrastinando ou não, alcancem sempre os vossos objectivos.


18 comentários:

  1. Eu sou a maior procrastinadora (isto é uma palavra sequer?) à face da terra. Com a universidade deixo tudo para a última o que geralmente significa numa semana de noitadas com níveis de stress que se reflectem em choros, vómitos e até já cheguei a sangrar do nariz *coisas muito femininas e bonitas*. Felizmente, para mim, sou o tal caso do "fez ontem e safou-se melhor que eu".
    Ainda agora estava a pensar em editar as imagens para pôr nos posts desta semana... mas primeiro vou correr porque ainda há tempo ahaha

    Marta Rodrigues, Majestic xx

    ResponderEliminar
  2. Texto maravilhoso
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=eNNlFtDc1-o
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Eu só deixo para amanhã o que realmente não posso fazer hoje. Odeio deixar as coisas acumuladas hahaha adorei o texto! Um beijo

    Dicas para Todas

    ResponderEliminar
  4. Procrastinar é sinónimo de vida académica. Se fiz dois trabalhos com antecedência foi muito, o resto era sempre de véspera. Felizmente sempre me correu bem, e talvez seja por isso que nunca tenha alterado de método. Ainda hoje utilizo a desculpa do "ah, faço amanhã" haha.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  5. Beautiful post my dear!!! This is my new blog post http://blondelafemme.blogspot.ru/ Follow you )

    ResponderEliminar
  6. Hey! Love the blog! Very Nice!
    Check out mine and if you like it folllow me with GFC! Leave a comment so i can follow you back <3
    http://straplesss.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Sou tão procrastinadora! Nem tens noção :o

    xoxo, Sofia Pinto
    Morning Dreams | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  8. Não sou muito de adiar as coisas! Mas aprendi uma palavra nova contigo! :)
    r: sim a música é super importante para quem quer arranjar inspiração :) beijinho

    The eyes of a Mermaid | Facebook Page | Youtube channel

    ResponderEliminar
  9. Acabamos por deixar tantas coisas para depois, que quando damos conta já não tem volta.


    Isabel Sá
    https://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  10. Nossa, não teria como eu me identificar mais com esse texto! hahaha
    Me descreveu perfeitamente... mesmo procrastinando ainda consigo atingir as metas e sempre tem alguém criticando minha procrastinação mesmo assim (até eu mesma, que muitas vezes já tentei ser menos desse jeito). Até que não é todo o mal que parece.
    Gostei tanto que vou até publicar o link do seu post na minha página. :D

    Beijo!
    www.quaseatoa.com

    ResponderEliminar
  11. verdade, deixamos sempre as coisas para depois.
    xoxo
    http://myheartaintabrain.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Good morning! It was very interesting to read your post!

    With love, Nastya Deutsch ♡

    http://nastyadeutsch.blogspot.ru/

    ResponderEliminar
  13. Aproveitando o assunto, a quem interessar, um teste para identificar seu tipo de procrastinador:

    http://www.playbuzz.com/sidartal10/que-tipo-de-procrastinador-voc

    É baseado no livro de uma psicóloga chamada Linda Sapadin (“It’s About Time!: The Six Styles of Procrastination and How to Overcome Them”, Penguin Books, 1997).

    ResponderEliminar
  14. Lol não é por querer mas estou sempre a procrastinar ...
    Beijocas

    http://tudosobretudon.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Não tenho feito outra coisa se não procrastinar... Quando chegar ao deadline, depois falamos xD

    ResponderEliminar